quarta-feira, 30 de maio de 2012

Instrumentos náuticos


Os instrumentos náuticos permitem saber a posição correta de uma embarcação, para a navegação ser mais segura. 

Hoje, em dia, a navegação faz-se por meios eletrónicos, a partir da utilização dos satélites artificiais como, por exemplo, o GPS.

Na altura dos Descobrimentos, para se orientarem em alto mar, os marinheiros utilizavam o astrolábio, o quadrante e a balestilha, que seguiam cálculos matemáticos muito rigorosos.




A bússola

A bússola (também chamada de agulha de marear) era, e ainda é, um instrumento de navegação muito importante a bordo.
A sua agulha magnetizada indica o Norte. 





O Quadrante

O quadrante permitia descobrir a distância entre o ponto de partida e o lugar onde a embarcação se encontrava. O cálculo baseava-se na altura da Estrela Polar.






O Astrolábio

Permitia descobrir a distância que ia do ponto de partida até o lugar onde a embarcação se encontrava, medindo a altura do sol ao meio dia. 

O astrolábio era mais vantajoso em relação ao quadrante, porque era mais fácil de trabalhar à luz do dia e também porque a Estrela Polar não ser visível no hemisfério sul.



A ampulheta
 
Como ainda não tinha sido inventado o relógio náutico, os marinheiros utilizavam a ampulheta para medir o tempo. 
Até esta altura, os relógios avariavam-se nos barcos, pois não suportavam os balanços, a humidade e as diferenças de temperatura.




A Balestilha

 
Permitia calcular a medida da distância da linha do horizonte aos astros.

 


Sem comentários:

Publicar um comentário